sábado, 31 de outubro de 2009

Ninguém ficará doente neste fim de semana!

Ouvi uma notícia hoje no rádio (eu adoro rádio!) que me deixou de boca aberta: postos de saúde de Porto Alegre vão fechar  no próximo feriadão. É possível uma coisa dessas? Não se preocupe Senhor Secretário da Saúde, deixaremos para adoecer só na semana que vêm!

A Secretaria Municipal de Saúde avisa que, quem tiver a petulância de adoecer, que procure as emergências de dois hospitais da capital gaúcha. Normalmente lotadas, diga-se de passagem. Ah, entendi! Então o pai que tem sua criança ardendo em febre em um extremo da cidade, terá que atravessar de ônibus a cidade inteira, com a criança no colo, até chegar em um desses hospitais...Ou o senhor acha que quem frequenta posto de saúde tem carro para se locomover mais rapidamente? Enquanto os médicos e outros funcionários públicos estão na praia, curtindo um sol, coisa e tal, pessoas aflitas, doentes, esperam não morrer até segunda-feira...

Eu sou completamente contra a paralisação de serviços essenciais a população,seja por greve, por feriado ou o escambau! Quem se aventura em certos tipos de profissão não pode se dar ao luxo de parar. Claro que eu entendo que todo mundo precisa descansar, que as vezes a greve é necessária para sacudir o empregador...Entender eu entendo, mas quando vejo que uma senhora de 80 anos, que sobrevive de uma aposentadoria minguada, tem que esperar a boa vontade do funcionário da Caixa Federal para ser atendida, me dá uma revolta no estômago! Ela não pode ter seu pagamento de contas atrasado, porque pagará juros! Ela não pode esperar que o cara da farmácia do Estado volte de sua folga e, aí sim, lhe entregue seu remédio, isso se ele tiver o remédio para entregar! A senhora não tem como pagar pelos remédios...

Agora, me digam, quem é essa pessoa que autoriza serviços de saúde a fecharem suas portas durante vários dias? Secretário da Saúde, o senhor vai a médico particular, não vai?

Você poderá gostar também de ler:

10 comentários:

Principe Encantado disse...

Com ou sem feriado prolongado não podemos ficar doentes, nunca tem médicos.
Abraços forte

Claudinha disse...

É Príncipe! Você tem toda a razão!
Bjs!

arte-e-manhas.com disse...

Olá Claudinha!

É uma 'droga' mesmo, essa situação.
Tem que se fazer uma lei para os utentes: penalizações graves, incluindo cadeia, a todo o cidadão que fique doente, durante um feridão! eheheheh (só rindo)

Beijos e bom fim de semana!
Luísa

PS: Faço votos para que ninguém em Porto Alegre fique doente!!

Claudinha disse...

Luísa!
Só rindo mesmo! Como é que deixam parar o atendimento à população?
Incrível!
Bom fim de semana para ti também!
Bjão!

Leila Franca disse...

Oi Cláudia, já passei um sufoco aqui em 2004. Era carnaval e minha mãe ficou com hepatite. Imagina o atendimento médico durante o carnaval no Rio de Janeiro. Eu não conseguia passar pelas ruas de carro procurando um hospital para minha mãe.Acabei até entrando na contra mão numa rua de movimento (tinham mudado o sentido do trânsito só para o carnaval). Finalmente, depois de muito rodar na cidade encontrei um lugar. A gente tem que rezar pra não adoecer nesses dias.

Alterado disse...

É um absurdo isto! Aqui na minha cidade também, todos os serviços de saúde estão parados desde ontem !

Bjo

Sissym disse...

Isso realmente é impressionante. Quando meu pai era vivo, morava num lugar que tinha um posto de saúde, com horários limitados. O hospital mais próximo era ... longe. E isso foi um problema certa vez que ele passou mal!

Claudinha disse...

Leila!
É um absurdo mesmo! Como pode um país que deseja entrar no primeiro mundo apresentar disparates como esse? Sul maravilha? Desconheço...
Bjão!

Claudinha disse...

Alterado!
Qual é mesmo sua cidade? De qualquer forma, é de ficar alterado! Rsrsrs! Desculpe a brincadeira...
Encontrei com um amigo ontem que estava sofrendo com umas dores estranhas. Se precisasse médico, como faria?
Bjos

Claudinha disse...

Sissy!
Olha só: aqui em Porto Alegre tem vários postos de saúde. Um não tem pediatra, no outro o médico que deveria cumprir quarenta horas semanais cumpre vinte mensais...E por aí vai! E ainda por cima não abrem no feriado? Ah, ninguém merece!
Bjão!